quarta-feira, 1 de abril de 2015

Bárbara Rodrigues: ela eliminou 15 kg em menos de 3 meses! Veja como


Com reeducação alimentar, Bárbara Rodrigues perdeu 15 kg em menos de 3 meses. E ela dá dicas para você emagrecer também - de forma saudável!


Bárbara Rodrigues esbanja energia. E é o dia inteiro: no trabalho da Bárbara, ela educa, canta, entretém, pula e brinca. Professora de educação infantil, ela ainda tem uma segunda paixão além das crianças: a patinação. Mas Bárbara notou, há um tempo, que já não conseguia patinar os mesmos 40 km de antes. Agora, só patinava de vez em quando, no parque Ibirapuera.

O motivo dessa indisposição é o peso que ela havia ganho. Bárbara chegou perto dos 100 kg, no fim de 2014. Quando ela gravou um vídeo de uma das suas voltas de patins no Ibirapuera, não se reconheceu nas imagens. "Fiquei chocada. Disse ao meu namorado que iria começar uma dieta. E assim eu fiz".

O choque de realidade que ela teve foi eficaz. Bárbara Rodrigues teve um emagrecimento rápido: eliminou 15 kg em menos de 3 meses. Um dos principais alicerces da Bárbara nesse emagrecimento é o Facebook: ela compartilha tudo no grupo que ela criou (clique aqui para conferir e participar).

Nessa entrevista, Bárbara Rodrigues conta a sua história e dá dicas valiosas para quem quer iniciar uma reeducação alimentar. E ela garante: você não precisa ter dinheiro para fazer isso. O principal ingrediente é a boa vontade!

Entrevista
Você chegou aos 32 anos com 98 kg. Você sempre do peso, ou isso aconteceu nos últimos anos?
Até a adolescência tive peso normal. Aos 16 anos, fui mãe e ganhei muito peso nessa fase. Mas, anos depois, eu consegui ficar mais gorda do que quando estava grávida. A coisa vai acontecendo aos poucos e a gente realmente não se dá conta.

Em 2005, tive um estalo e decidi emagrecer. A coisa aconteceu tão rápido e de forma tão eficiente que de fato nunca precisei tomar remédio para emagrecer, nem shakes, nem nada.  Eliminei 31 kg sozinha, de forma saudável, mas cometi o pecado de baixar a guarda. Eu mantive o peso por muito tempo, e quando dava uma oscilada já cuidava novamente.

Só que durante esses 10 anos muita coisa aconteceu. Acabei perdida no caminho.Passei por grandes mudanças na minha vida, que mexeram profundamente com meu estado emocional. Larguei o Brasil – meu emprego e minha família – e fui para o Canadá. E aí, com essa vida atribulada, que comecei a ganhar muito peso de fato. Resultado: o auge foi de 98 kg. Desta vez, quandodecidi emagrecer novamente, já abri um grupo no Facebook, para registrar todo oprocesso e também para ter o apoio dos amigos.

Quais são as dificuldades de estar com quase 100 kg? Como isso impactou a sua saúde e sua autoestima?
A maior dificuldade de fato é não entrar em roupas comuns, com preços comuns. Aí, você acaba tendo poucas opções e precisa andar como uma velha, ou então precisa investir horrores em lojas especializadas. Eu sempre fui bem resolvida, gordinha ou não. Só que, apesar disso, eu estava incomodada com o corpo que adquiri. Deixava de tirar fotos e passei a ter certa vergonha do meu corpo. Em relação a saúde, estava me sentindo com movimentos mais lentos. Eu sempre fui elétrica no trabalho (sou professora de educação infantil). Precisava pular, dançar e brincar com a criançada, mas comecei a me sentir uma idosa!


Quais eram os hábitos alimentares que você tinha há três meses? Era sedentária?
Eu sempre comi de tudo: pizza quase todo final de semana, rodízio de comida japonesa com frequência, pastel toda semana na feira de domingo, cachorro quente. E, nas refeições, era sempre um “pratão”. Como dizem, eu jaquei geral! Enfiei o pé na jaca com gosto!! Eu brincava e dizia para as amigas "estou na fase da gordinha conformada". E isso me impedia de mudar.

Gosto de patinar. Costumava patinar uns 40 km pelas ruas de Sampa junto dos Patotas 13 (grupo de patinação). Só que, nos últimos tempos, devido ao aumento de peso, eu só estava patinando no parque do Ibirapuera mesmo, sem muita intensidade. Eu odeio academia. A minha única atividade física estava sendo caminhar de casa para o trabalho.

De onde partiu a decisão de mudar? Você iniciou sua reeducação alimentar no dia 5 de janeiro. Foi uma promessa de Ano Novo que você está determinada a cumprir? 
Nunca fui de promessas. Sou péssima com isso. Mas em dezembro, bem nos últimos dias eu fui patinar no parque e inventei de tirar fotos, fazer vídeos. Eu quase não me reconheci na hora de vê-los (clique aqui e confira um deles). Fiquei meio chocada com aquela Bárbara que vi na imagem e disse ao meu namorado que eu iria mudar assim que acabasse as festas de fim de ano. Disse que começaria na primeira segunda-feira. E assim fiz.

Quais as mudanças que você fez em sua dieta com a reeducação alimentar? Transformar os hábitos é muito difícil?
A primeira mudança é comer com consciência. É prestar atenção no que vai à boca. É saborear o alimento e ficar atenta ao momento de saciedade.

Cortei biscoito recheado, achocolatado, açúcar, refrigerante, sucos. O pão francês, eu troquei pelo pão de micro-ondas. O pão de micro-ondas é um espetáculo (clique aqui para conferir a receita)Eu sempre gostei de comer de tudo. Então, trocar porcarias por coisas saudáveis não foi nenhum sacrifício, adoro frutas, legumes, verduras, peixe, frango, ovo. Desta maneira, fica fácil levar uma vida saudável.

Também é importante se programar na hora de sair. Esses dias fui a um parque de diversões com a minha filha, que também está no processo de emagrecimento. Almoçamos antes de ir ao parque e lá, comemos os nossos lanches que levei numa bolsa térmica. Em vez de salgadinho, biscoito recheado e refrigerante, conseguimos passar um dia super saudável. Chegamos em casa à noite, sem fome.

E quanto aos exercícios físicos – quais você tem praticado?
No início da dieta, eu estava de férias. Então, conseguia fazer exercícios aeróbicos em casa, zumba e afins. Eu ainda conseguia fazer caminhada seguida de patinação. Só que, com a volta ao trabalho, me falta energia. Eu caminho cerca de 20 minutos para ir e voltar do trabalho. E aproveito todas as oportunidades para correr, pular e dançar com meus alunos. Não estou contente com "meus exercícios" atuais. Espero conseguir boas mudanças em breve.

Você perdeu 15 kg em pouco menos de 3 meses. Esse é um excelente resultado. Isso te motiva a seguir em frente? Qual é o seu objetivo?
É muita felicidade se olhar no espelho e ver seu corpo mudando. É muito bom se sentir mais disposta, mais saudável e mais bonita. Tenho consciência de que perdemos mais peso no início e depois a velocidade diminui um pouco. Mas não vou parar: estou na metade de minha jornada. Quero eliminar mais 18 kg.

Quais são as dicas que você dá para quem também quer emagrecer?
Bárbara capricha nos pratos
A primeira dica é saber que não há milagres! Perder peso exige pesquisa, disposição para cozinhar e muito planejamento. Eu me descobri quase chef de cozinha (risos). Os meus pratos ficaram mais bonitos, mais saborosos e repletos de saúde. Eu faço tudo de uma maneira para eu estar feliz, é como se fosse um carinho oferecido para mim mesma. 

Outra coisa que acho fundamental é procurar por pessoas que estejam com os mesmos objetivos. É bom poder compartilhar receitas, compartilhar as vitórias, tirar dúvidas, desabafar quando está emocionalmente abalada e ter alguém para "dar satisfação". Quando você compartilha seu peso com os demais semanalmente, você quer mostrar resultados positivos.

Elimine as desculpas e apenas inicie, se você é uma daquelas que pensam que não podem emagrecer porque acham que para isso é preciso ter dinheiro, saiba que na ponta do lápis tenho gastado muuuuuuito menos! Se você acha que não tem tempo para cozinhar, crie estratégias e faça acontecer. Não há alegria maior do que cuidar da pessoa mais importante deste mundo: nós mesmos. 


5 comentários:

  1. Os passos que tenho dado é rumo a este caminho, é muito bom ver pessoas que também seguem e conseguem os objetivos que buscamos, valeu dieta detox, continue com as entrevistas é muito bom.

    ResponderExcluir
  2. :) Foi um enorme prazer dividir parte desta conquista com vocês. O processo continua e é necessário que seja um cuidado.. um carinho comigo mesma para todo o sempre.

    Estou feliz, não passo vontades e depois desta entrevista já foram embora mais dois kilos.. e estamos em época de chocolates!! coisa que eu amo. Com consciência, planejamento e amigos para dividir o que ganhei, tudo fica certo..

    Bjk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parabens ...top... determinação .....saúde .... felicidades

      Excluir
    2. Querendo começar. Em 2013 perdi 10 kilos. Mais viajei e recebi visistas r me discuidei. Agora estou com 7 kilos a mais do que antes... embora nao seje sedentária mais amo doce! Fico desesperada. Corro 3 km por dia r quando estou eu casa como beijinho e brigadeiro. Estou frustrada e minhas calças nao me entram. :(

      Excluir